Albufeira sensibiliza os munícipes para o risco sísmico

A iniciativa, denominada “A Terra Treme”, que vai na sua 10.ª edição, faz parte da Estratégia Nacional da Proteção Civil Preventiva, e está programada para decorrer em simultâneo em todo o território nacional no próximo dia 9 de novembro (quarta-feira), às 11h09.

O objetivo do programa passa por capacitar a população, no sentido de saber agir durante a ocorrência de um sismo, sensibilizando-a para o facto de vivermos numa sociedade de risco, desafiando-a a envolver-se no processo de construção de comunidades mais seguras e resilientes.

O exercício compreende três gestos simples, mas que podem salvar vidas, o que implica que todos conheçam as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar, aquando da ocorrência de um sismo. Durante um minuto, os participantes, individual ou coletivamente (famílias, escolas, empresas, instituições públicas ou privadas ou associativas) devem executar os “3 gestos que salvam” – BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR, numa jornada nacional que visa unir esforços e potenciar sinergias, de forma alcançar graus de resiliência cada vez maiores.

Associando-se à iniciativa, o Município de Albufeira convida a população a participar no Exercício “A Terra Treme”, para o que deverá promover a respetiva inscrição (a nível individual e/ou da empresa ou instituição a que pertence) através do seguinte endereço eletrónico: www.aterratreme.pt.

Paralelamente, o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) vai estar no Agrupamento de Escolas de Albufeira para sensibilizar, miúdos e graúdos para a problemática. Para além do exercício propriamente dito, a iniciativa inclui a realização de palestras e o visionamento de um vídeo de sensibilização.

O presidente do Município alerta para o facto de Albufeira ser um território particularmente sensível ao risco sísmico, “daí a pertinência da realização deste tipo de ações, dirigidas à população em geral e à comunidade educativa, em particular”, destaca José Carlos Rolo. O autarca, aproveita para destacar a importância do trabalho realizado pelo SMPC, quer ao nível da sensibilização quer da proteção das populações.