Pessoas e Empresas são as duas primeiras prioridades anunciadas por Nuno Fazenda, Secretário de Estado do Turismo

O Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, anunciou, hoje, no Congresso Nacional da APAVT – Associação Portuguesa dos Agentes de Viagem e Turismo, que decorre em Ponta Delgada, nos Açores, a disponibilização de 70M€, a fundo perdido, até ao final do ano de 2022 no âmbito do Programa Apoiar e uma nova linha: Linha Consolidar + Turismo, com uma dotação de 30 milhões de euros, direcionada às micro e pequenas empresas do setor, que apresentem dificuldades em gerir divida contraída, designadamente durante a pandemia, a ser apresentada já nos primeiros dias de janeiro.

Para o Secretário de Estado, Nuno Fazenda: “ambas as medidas – com uma dotação global de 100M€ – são muito importantes e dão resposta às reivindicações do setor”.

O Secretário de Estado anunciou, também, uma vincada prioridade dedicada às pessoas, nomeadamente a construção de uma Agenda para a atração e qualificação de talento. A importância desta medida justifica-se, nas palavras do Secretário de Estado, pelo facto de “uma das principais dificuldades com que as empresas se deparam é a falta de pessoas e de mão de obra qualificada”.

O Secretário de Estado, Nuno Fazenda, deixou, ainda, as linhas gerais que nortearão a sua ação: pessoas, empresas, território e coesão territorial, transição gémea – verde e digital – e o reforço da afirmação de Portugal no mundo.