Ponto de situação do PDR2020 no Algarve

Até ao presente (final de outubro de 2022), contabilizam-se 1.341 candidaturas aprovadas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) na área geográfica de ação da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve). Essas candidaturas representam um investimento elegível de cerca de 125 milhões de euros, dos quais 84 milhões correspondem a apoio publico.

Das diferentes áreas que compõem o Programa, sãoas medidas relativas à “Competitividade e Organização da Produção” que concentram maior número de candidaturas, e as maiores percentagens de investimento e ajuda publica, sendo que dentro destas medidas são as ações relativas à “Melhoria da Eficiência dos Regadios” e aos “Investimentos nas Explorações Agrícolas” de jovens (até 40 anos de idade) e demais agricultores que representam a maior fatia, tanto em número de candidaturas como em montantes aprovados.

A área relativa ao “Ambiente, Eficiência no Uso de Recursos e Clima”, que concentra as medidas de apoio à floresta, regista um incentivo aprovado da ordem dos 15 milhões de euros.

Merece também referência a Medida 10 – Leader, da responsabilidade dos Grupos de Ação Local (Vicentina, In Loco e Terras do Baixo Guadiana), que contabiliza até ao presente perto de 3 centenas e meia de candidaturas, um indicador do trabalho de animação do mundo rural algarvio em que essas associações têm estado envolvidas, e que se intensificou no presente ano.

A partir do início janeiro de 2023, perspetiva-se a entrada em vigor de um novo programa de apoio, designado PEPAC – Plano Estratégico da Política Agrícola Comum para Portugal, aprovado no passado dia 31 de agosto, e que vigorará entre 2023 e 2027.