Loulé recebe encontro internacional de museus

Loulé prepara-se para receber na próxima semana, de 9 a 11 de outubro, a conferência anual da NEMO – Network of European Museums Organizations, no ano em que celebra 30 anos de existência, numa organização conjunta com o Museu Municipal de Loulé e a Direção Geral do Património Cultural. Membros desta rede, representantes de instituições museológicas e profissionais ligados ao setor dos museus e do património cultural de toda a Europa, cerca de duas centenas de pessoas reúnem-se para falar do presente e debater o futuro destes espaços de memória, cultura e conhecimento, fazendo uma abordagem imersiva que passará por apresentações, workshops, partilha de experiências e ideias e visita ao território e a espaços museológicos do concelho.

“A inovação começa a partir de dentro: Museus resilientes em tempos de disrupção” é o mote deste evento onde estarão presentes oradores de países como Holanda, Bélgica, Itália, Alemanha, Áustria, Noruega, Espanha, Suíça ou Ucrânia e Portugal. Pretende a organização, nestes três dias, explorar de que forma os museus poderão tornar-se mais inovadores, ágeis e flexíveis num mundo em rápida mudança.

Os responsáveis de instituições ligadas ao setor dos museus e que são membros da NEMO, são convidados a participar numa reunião de diretores, a ter lugar no Palácio Gama Lobo, no arranque do evento, na manhã de domingo, 9. A tarde é preenchida com a visita à exposição “Com os Pés na Terra e as Mãos no Mar – 6000 anos de História de Quarteira”, na antiga Lota de Quarteira, um percurso cultural pela aldeia de Alte, e uma visita ao Museu Municipal de Loulé, núcleo sede, Banhos Islâmicos e Casa Senhorial dos Barreto e Ermida de Nossa Senhora da Conceição. É também no coração do projeto Loulé Criativo que ao final do dia acontece a receção aos participantes.

O Cineteatro Louletano é a sala de acolhimento da conferência internacional. Os trabalhos abrem no dia 10, segunda-feira, com a sessão de boas-vindas pelo representante da NEMO, David Vuillaume, a secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, e o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

Seguem-se as apresentações que irão proporcionar a reflexão conjunta e o debate sobre o panorama atual dos museus, levando os participantes a mergulhar nas diferentes abordagens e na necessidade de mudança de paradigma em que a aposta no carácter inovador apresenta-se como o caminho para o futuro dos museus.

Está previsto também um painel dedicado à resposta destas instituições em períodos de crise, com testemunhos, por exemplo de Joana Sousa Monteiro, que irá falar da “explosão de energia criativa” durante o período pandémico, ou de Vasyl Rozhko sobre os desafios que se colocaram com a guerra na Ucrânia e a emergência de proteger a herança patrimonial deste país. Nessa noite irá celebrar-se em Quarteira os 30 anos desta rede dedicada aos Museus na Europa.

O programa do último dia, 11 de outubro, contará com mais apresentações mas também momentos interativos com os conferencistas, como uma entrevista a Alessandra Garriboldi, da Fondazione Fitzcarraldo, e uma sessão participativa. Estão ainda previstos grupos de trabalho temáticos dedicados a questões como o digital, as alterações climáticas e sustentabilidade, as matérias legislativas ou a esfera da administração pública na gestão dos museus e também o seu papel educador. Na tarde deste último dia a organização irá proporcionar uma visita à cidade, para dar a descobrir as belezas patrimoniais de Loulé.

As atividades encerram com a reunião anual da rede NEMO, exclusiva a membros, e a receção final no Museu Municipal de Loulé, que contará com o apoio do projeto MOI! Museum of Impact.

Toda a programação disponível em https://www.ne-mo.org/

Refira-se que este evento, realizado pela segunda vez em Portugal (a primeira foi em Lisboa, em 2000), conta com colaboração da Câmara Municipal de Loulé, através do Museu Municipal de Loulé, e da Direção-Geral do Património Cultural.

A NEMO, uma rede de museus da Europa, foi fundada em 1992 como uma rede independente de organizações de museus nacionais que representam a comunidade de museus dos estados membros do Conselho da Europa. Juntos, os membros do NEMO representam mais de 30.000 museus em 40 países europeus.