UAlg teve mais do dobro de diplomados face à média nacional

Segundo dados publicados, no dia 29 de junho, pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) sobre os diplomados do ano letivo 2020/2021, os estabelecimentos de ensino superior apresentaram um aumento de 6% face ao ano letivo anterior e a Universidade do Algarve colocou-se acima da média nacional, registando um aumento de 13%.

Este aumento traduziu-se a nível nacional em mais 5.121 diplomas, tendo sido emitidos 90.920 diplomas em ciclos de estudos conferentes de nível CITE (Classificação Internacional Tipo da Educação) de ensino superior. Na UAlg, foram emitidos mais 215 diplomas face ao ano letivo anterior, o que se traduziu em 1868 diplomados em 2020/21, sendo o melhor resultado global dos últimos 10 anos.

Os diplomas atribuídos pela UAlg distribuem-se da seguinte forma: 4,8% (89) são diplomas de Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP); 66,6% (1245) referem-se a diplomas de licenciatura 1.º ciclo; 4,4% (82) dizem respeito a diplomas de mestrado integrado; 22,9% (428) a mestrado de 2.º ciclo; e 1,3% (24) são diplomas de doutoramento 3.º ciclo.

Em relação à distribuição por género, 63,7% dos diplomas da UAlg foram atribuídos a mulheres, destacando-se a sua presença na área científica da “Educação”, com 93,3%, seguindo-se a área da “Saúde e Proteção Social” com 81,7%.  

No que diz respeito à distribuição de diplomados da UAlg por áreas científicas, no Top 3 surgem as “Ciências Empresariais” (17,7%), as “Ciências Naturais” (16,7%) e a “Saúde e Proteção Social” (16,1%).