Catamarãs voadores voltam a Lagos para 2 grandes competições

O circuito GC32 Racing Tour aterra novamente na baía de Lagos para a realização da segunda etapa do circuito, de 22 a 26 de junho, e do Mundial da classe, de 13 a 17 de julho. 

Lagos confirma-se como um dos palcos privilegiados, a nível mundial, para a realização das provas do circuito GC32, provavelmente o circuito de catamarãs mais espetaculares do mundo da vela. 

Desde 2018 que estes ‘barcos voadores’ incluem Lagos no mapa do circuito mundial, composto por 5 etapas. 

Depois do evento de abertura, que decorre em Riva del Garda, Itália, no final de maio, os 7 catamarãs em competição assentam arraiais na baía de Lagos para a 2ª etapa, Lagos Cup, e para a discussão do Mundial da classe, que pela segunda vez se realizará em Lagos. 

A grande novidade deste ano será a participação da equipa Alinghi, vencedora de 3 das 4 etapas de 2021, com dois GC32. O Alinghi Red Bull Racing terá mais uma vez como skipper o suíço Arnaud Psarofaghis, enquanto – Alinghi Red Bull Racing – SUI 8 será liderado pelo Maxime Bachelin, que vem dos 49er e Flying Phantom.

Tendo em vista a melhoria contínua das infraestruturas e serviços disponibilizados a estes grandes eventos de vela, a Marina de Lagos realizou um forte investimento em termos de infraestruturas, desenvolvendo um novo pontão dedicado precisamente a estes grandes eventos náuticos. 

«Desenvolvemos o projeto de um novo pontão dedicado aos eventos náuticos que pretendemos acolher. Com o número de equipas inscritas no circuito este ano era impossível receber estes eventos da mesma forma que em anos anteriores. Também a tenda VIP e o coração do evento regressam à zona junto à recepção da marina, com uma área maior», refere Martinho Fortunato, da Marlagos, empresa proprietária da Marina de Lagos. 

A ligação dos GC32 à cidade de Lagos intensifica-se de ano para ano. No último inverno foram várias as equipas que escolheram estas águas do sul do país para estabelecerem o seu próprio ‘training camp’ e realizarem os intensos estágios de preparação.   

Recorde-se que este circuito GC32 reúne os melhores velejadores mundiais e é uma espécie de ensaio para a mítica America’s Cup.

Fotos: João Ferreira