Governo garante o Portugal Masters para 2021

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, garantiu a continuidade do Portugal Masters e desejou que em 2021 já seja possível o público regressar, como de costume, em grande número ao Dom Pedro Victoria Golf Course, em Vilamoura, para celebrar a 15.ª edição do mais importante torneio de golfe português. «Obrigado por todos os vossos esforços. O Governo estará de novo convosco, aqui, no próximo ano. Até para o ano», disse a governante, ao encerrar o seu discurso, na cerimónia de entrega de prémios do 14.º Portugal Masters, que distribuiu um milhão de euros em prémios monetários. Mais tarde, em entrevista à SportTV, acrescentou: «A importância deste evento é mais do que evidente. Infelizmente não tivemos público mas, ainda assim, mostrámos que era possível organizer um evento desta dimensão, com esta projeção internacional, de uma forma não só segura mas também agradável para todos. Foi uma organização exemplar e sentimo-nos energizados para podermos acolher para o ano esta prova, com ainda maior projeção internacional. (…) Teremos em 2021 uma experiência ainda melhor e provaremos porque somos um destino turístico extraordinário, também no golfe». 

O Portugal Masters é televisionado para todo o Mundo e atrai todos os anos mais de 35 mil espectadores, a esmagadora maioria estrangeiros. O recorde foram os 40.177 bilhetes em 2012 e no ano passado atingiu-se a boa marca de 37.358 espectadores. Em termos de transmissões televisivas, a European Tour Productions calcula um total de horas de diretos ou diferidos perto das 1.800 horas, com um público potencial de mais de meio milhão de lares atingidos. 

Entretanto, o European Tour anunciou a atribuição de um total de 50 mil euros a três instituições de solidariedade social, ao Abrigo do programa Golf for Good levado igualmente a cabo no Dom Pedro Victoria Golf Course na semana passada. A Existir, designada pela Vilamoura World (parceira do Portugal Masters), a APEXA, nomeada pelo Turismo de Portugal, e a EDGA (European Disabled Golf Association), que detém o estatuto de instituição de solidariedade social oficial do Portugal Masters, receberam cada uma 16.666 euros. O programa consistia em atribuir 200 euros por cada birdie concretizado pelas estrelas do circuito profissional europeu que competiram no Algarve, bem como 500 euros por cada eagle e mil euros por cada albatroz. Ao longo do torneio concretizaram-se 158 birdies, 13 eagles e 1 albatroz, fazendo o valor chegar aos 39.100 euros, mas o European Tour investiu o restante para que o donativo fosse arredondado para 50 mil euros. 

Desde o início do programa Golf for Good – esta foi a oitava semana – já foram angariados 872.819 euros, para apoiar diversas causas sociais nas economias locais. Golf for Good tem como objetivo retribuir para a sociedade em três setores principais – apoiar as comunidades por onde o European Tour passa; recompensar os verdadeiros heróis da pandemia COVID-19, como, por exemplo, os trabalhadores da chamada linha de frente; e ainda promover os muitos benefícios da prática do golfe para a saúde que o golfe oferece. As três instituições de solidariedade social que beneficiaram do donativo do Portugal Masters promovem a inclusão social de diversas formas e beneficiam os cidadãos das suas comunidades locais, mas também contam com ações em todo o todo o território nacional.