Atualidade

Marinha Portuguesa e Zoomarine devolvem tartaruga ao mar em Portimão

A Vanora, como foi batizada, estava arrojada e foi recolhida pela RALVT – Rede de Arrojamentos de Lisboa e Vale do Tejo, e depois encaminhada para o Porto d’Abrigo do Zoomarine – um dos únicos dois centros de reabilitação de espécies marinhas no país -, na Guia, Algarve, onde tem estado a receber tratamento com vista à reabilitação e devolução ao mar.

Chegou ao Porto d’Abrigo em estado comatoso, com apenas 242,3 gramas de peso e com uma pequena lesão na carapaça. Tem agora 544,7 gramas, mais do dobro do que quando chegou, e está totalmente apta à devolução ao meio natural.

A Vanora será devolvida ao mar a cerca de 10 milhas náuticas, equivalente a 18 quilómetros, a sul da Barra de Portimão. Esta espécie de tartarugas marinhas é a mais comum nas águas portuguesas – é uma espécie protegida, declarada como “vulnerável” na lista IUCN (International Union for Conservation of Nature).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *