Município de Loulé integra rede europeia de municípios amigos das famílias

A Câmara Municipal de Loulé é, desde a passada quinta-feira, membro da Rede Europeia de Municípios Amigos das Famílias, tendo sido distinguido com um diploma e admitido durante uma cerimónia que teve lugar na cidade de Coimbra.

O anúncio foi feito pela presidente da ELFAC – European Large Families Confederation, Regina Maroncelli, e vem premiar o trabalho desenvolvido pela Autarquia louletana no domínio de apoio às famílias.

“Acredito que não poderia haver alegria maior para um autarca do que ter contribuído para um lugar onde é agradável viver, trabalhar, ter filhos e envelhecer. Fazer parte de uma rede europeia acrescenta a tudo isto uma oportunidade extra, uma extraordinária abertura ao intercâmbio e ao conhecimento. Podem obter o estímulo de outras pessoas, aprender boas práticas, crescer”, considerou esta responsável europeia.

A Rede Europeia de Municípios Amigos da Família, formalmente constituída em 2018 pela ELFAC, promove políticas locais a favor do bem-estar das famílias. O objetivo da rede é definir um padrão comum de políticas familiares de qualidade na Europa, para estabelecer a médio prazo uma certificação europeia nesta matéria.

As vantagens de integrar esta rede constam, por exemplo, do acesso a uma base de dados exclusiva de boas práticas a nível europeu; publicação de informação sobre a autarquia no website da rede europeia; participação nas reuniões, seminários, workhops e convenções europeias; adesão ao movimento a favor de uma Europa mais amiga da família e utilização do logotipo da rede europeia.

O Município de Loulé aposta em ações de promoção do desenvolvimento infantil, da parentalidade positiva, que garantam o bem-estar e os direitos das crianças, e valoriza a educação não formal através de atividades lúdicas, artísticas, ambientais e criativas. Entre as boas práticas que a Câmara Municipal de Loulé tem levado a cabo em termos de políticas de apoios às famílias e que constituíram razões para a integração nesta rede destacam-se a redução fiscal para famílias numerosas (IRS e IMI), as ações que fazem parte da Estratégia Local de Habitação, o Regulamento “Loulé Solidário” que permite comparticipar despesas de famílias carenciadas (renda de casa, faturas da água e luz, medicamentos, etc.), a gratuidade nos transportes públicos urbanos, a atribuição dos cadernos de atividades a todos os alunos da rede pública, o programa “Férias para Todos”, entre outras.

De referir que também durante esta sessão, e pela quinta vez consecutiva, Loulé foi distinguida pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis com a atribuição da Palma. Pretende-se, assim, dar visibilidade às autarquias que se destaquem por práticas amigas das famílias, potenciando as sinergias e partilha de experiências entre os municípios.

As medidas facilitadoras da vida familiar, em particular para as famílias com três ou mais filhos, são determinantes no combate ao envelhecimento e desertificação, sendo fonte de riqueza, através da criação de emprego, do aumento do espírito de iniciativa e da estabilidade social.