IPDJ organizou as VI jornadas técnicas associativas – partilha de boas práticas

A manhã de dia 10 de dezembro foi de partilha, na Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), responsável pela organização das VI Jornadas Técnicas Associativas – Partilha de boas práticas”. No evento, estiveram presentes cerca de 80 pessoas, em representação de dezenas de associações juvenis e clubes desportivos que, em conjunto, partilharam, debateram, refletiram e anotaram caminhos e metas para o futuro do tecido associativo no Algarve.

As boas-vindas foram da incumbência do Diretor Regional do Algarve do IPDJ, Custódio Moreno, a quem se seguiu a Coordenadora do Núcleo de Gestão do Mercado de Emprego do Instituto do Emprego e Formação Profissional, Sandra Nunes, que explanou o tema dos “Recursos humanos no Associativismo”.

A este, seguiu-se o painel da “Prática desportiva na criança – uma abordagem global e multifuncional”, a cargo do Professor/Treinador Carlos Manuel Gordinho.

Pela mediação da Psicóloga e membro da Associação “Sê Mais Sê Melhor”, Sofia Justino, aconteceu o debate sobre “Associativismo juvenil – que futuro?”, que juntou Carlos Reis (Presidente da Associação Lilaz), Daniela Correia (Presidente da Associação MOJU – Movimento Juvenil de Olhão – e Tesoureira da FNAJ – Federação Nacional das Associações Juvenis) e Nuno Miguel António (Fundador e ex-presidente da FAJAlg – Federação das Associações Juvenis do Algarve).

A Versus Tuna – Tuna Académica da Universidade do Algarve, animou e abrilhantou o coffee-break, para logo de seguida o Presidente do IPDJ, Vítor Pataco, apresentar a todos os presentes o, recentemente lançado, Plano Nacional de Juventude – REALIZA II.

O último painel, sob mediação da Professora/Técnica do IPDJ, Sónia Picamilho, juntou António Colaço (Presidente do Futebol Clube de Ferreiras), José Carlos Araújo (Presidente da Casa do Povo de Messines) e Fernando Rocha (Presidente do Portimonense Sporting Clube) que, num entrosamento bastante saudável, debateram “Os novos desafios do Associativismo desportivo no Algarve”.