Castro Marim começa a preparar próxima edição dos Dias Medievais

Decorreu ontem, na Biblioteca Municipal de Castro Marim, uma reunião pública com vista a preparar a próxima edição dos Dias Medievais. Num balanço sobre esta que foi a XXIII edição dos Dias Medievais em Castro Marim, novas ideias e propostas de valorização do evento foram acolhidas pelo executivo do Município de Castro Marim, procurando inovar e melhorar, mas sem perder de vista o rigor histórico da recriação, que tem sido o seu estandarte.

O aumento do número de dias do evento foi uma das principais discussões, como resposta à afluência de visitantes desta edição, a maior de que há memória, e à rentabilização do avultado investimento municipal que é concentrado nos Dias Medievais em Castro Marim. Do outro lado da balança, um alargamento do número de dias iria sobrecarregar uma organização já sustentada em muitos esforços, desde funcionários, dirigentes, associações, empresas e castromarinenses. 

Paralelamente debateram-se outras ideias, como o alargamento do horário e do recinto a outros espaços da vila, a criação de novos palcos de animação e zonas de restauração, procurando melhorar a distribuição de público, e a melhoria das condições de acessibilidade no Castelo, o principal e mais nobre cenário da recriação histórica.

Unânime foi a necessidade de, durante o ano, ter o Castelo aberto até mais tarde, particularmente durante o período mais alargado de horas de luz. Outros eventos referência, como a Festa em Honra de N. Sra. dos Mártires e o Festival do Caracol, foram também abordados nesta reunião, procurando melhorar a oferta cultural do território.

Também na reunião, a cerimónia de entrega de prémios relativos ao Concurso de Estabelecimentos Aderentes dos Dias Medievais 2022, um dos estímulos à participação e envolvimento da comunidade no evento, procurando a criação de um ambiente medieval em toda a vila. O primeiro classificado deste ano foi o Mini Mercado “Rita Pena”, seguido do “Encontro d’Amigos”, em segundo lugar, e da “Padaria da Corte António Martins”, em terceiro lugar. Coube ao executivo do Município de Castro Marim e ao júri do concurso distinguir os estabelecimentos que aderiram à iniciativa, elogiando o compromisso com a afirmação e identidade do evento, que passa por um grande rigor histórico.