Atualidade

Comando territorial da GNR muda-se para a cidadela da segurança e proteção civil de Loulé

José Luís Carneiro, Ministro da Administração Interna,esteve esta terça-feira no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Loulé para presidir à celebração da renovação do contrato de cooperação interadministrativa tendo em vista a construção do novo Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana de Faro, na cidade de Loulé.

Este é um acordo que vem na continuidade do documento assinado em 2018, cuja validade caducou entretanto. Agora pretendem as duas partes envolvidas – Município e Ministério – agilizar o processo de criação destas instalações. “Ao abrigo desse protocolo algum trabalho está feito mas é preciso a partir deste momento, de uma forma decisiva e com vontade firme, acelerar para podermos concretizar esta tão importante obra”, explicou Vítor Aleixo, presidente do Município.

A funcionar atualmente em condições que não se coadunam com o serviço dos militares, numas instalações no centro da cidade de Faro, a criação de uma nova casa para a GNR é uma necessidade identificada em 2017, altura em que foi sinalizada como “uma prioridade”, ressalvou o Ministro da Administração Interna.

A disponibilidade da Câmara Municipal de Loulé permitiu unir esforços com a Secretaria Geral do MAI e a GNR para concretizar o projeto naquele que José Luís Carneiro considera ser “mais um exemplo de uma parceria virtuosa”. Até porque a aposta governamental passa por uma “segurança de proximidade” e as autarquias são, nesse sentido, “os principais interlocutores”. 

O futuro edifício do Comando Territorial de Faro permitirá aos militares que aqui estão afetos “alcançar maior eficiência no seu desempenho”, garantindo ao mesmo tempo “melhores condições de resposta às necessidades dos cidadãos”.

Com uma localização privilegiada, numa área central junto à A22, a futura instalação deste Comando terá como vizinhos o Comando Regional de Emergência e Proteção Civil, o Corpo de Bombeiros Municipais, o Heliporto, os serviços do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) e o CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes), estes dois últimos equipamentos ainda em fase de construção. Um conjunto de infraestruturas que constituem a denominada “Cidadela de Segurança e Proteção Civil”.

O Comando Territorial de Faro cobre uma área de quase 5000km2 e serve uma população de mais de 467 mil pessoas de 16 concelhos e, como assinalou José Luís Carneiro, “são muitos os desafios que se colocam para fazer face a esta imensidão territorial”.

Com este acordo, a Câmara Municipal de Loulé ficará responsável pela realização do projeto de execução do imóvel destinado às novas instalações do Comando Territorial de Faro, a construir num terreno que é propriedade do Município. A Autarquia irá também “comparticipar neste objetivo de natureza organizacional, logística, operacional e também financeira”, como adiantou o Ministro.

José Luís Carneiro considera ser este mais um investimento que contribui para a consolidação da imagem “de um dos países mais pacíficos do mundo”. Também o autarca Vítor Aleixo salientou a importância do fator segurança como “um dos maiores ativos” para a excelência da atividade turística. “A nossa imagem de marca é a de um destino seguro, sereno, onde os visitantes podem, em qualquer altura do ano, desfrutar em confiança dos seus dias de repouso. Loulé e o Algarve precisam de manter esta notoriedade pois, do turismo depende economicamente toda a população da região”, reiterou o edil.

Nesta passagem por Loulé, o Ministro falou dos investimentos em equipamentos que têm sido realizados na região ao abrigo da lei de programação, bem como outros que se projetam, o que demonstra “o compromisso do Estado com as forças de segurança”. A modernização tecnológica é também uma das apostas do Ministério, “na antevisão das ameaças e dos riscos, permitindo uma mais eficiente gestão dos meios de natureza operacional”.

O presidente da Câmara de Loulé relembrou um momento importante na política de segurança do concelho, a celebração, em 2013, do Contrato Local de Segurança, que esteve na génese desta parceria institucional. Por outro lado, elencou o investimento municipal realizado em infraestruturas, ao abrigo da cooperação com o Ministério e a GNR, com destaque para a construção de raiz do Posto Territorial de Almancil, o novo Posto do Subdestacamento Territorial de Quarteira ou ainda os melhoramentos nos Postos de Loulé e de Salir.

Neste dia José Luís Carneiro passou ainda pela BAL de Quarteira para a cerimónia de estabelecimento de 7 novas equipas de intervenção permanente na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *