Conferência Internacional sobre Incêndios Florestais reúne em Coimbra peritos de todo o mundo

Mais de três centenas de investigadores e técnicos operacionais de todo o mundo vão participar na IX Conferência Internacional sobre Incêndios Florestais que vai ter lugar, em Coimbra, entre os dias 11 e 18 de novembro.

Organizada pelo Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CEIF) da Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI), da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), esta edição da Conferência vai focar-se nos principais temas relacionados com a gestão dos incêndios florestais, na perspetiva da investigação científica, nomeadamente a gestão do risco, a redução e a adaptação ao risco, o comportamento do fogo e a segurança, os incêndios na interface urbano florestal e os sistemas de apoio à decisão.

A Conferência é estruturada por uma Comissão Organizadora, presidida por Domingos Xavier Viegas, professor catedrático da FCTUC, e co-presidida pelo Mestre Luís Mário Ribeiro. O Coordenador salienta que «será prestada uma atenção particular à investigação em curso na Europa e à necessidade de promover uma maior cooperação entre os diversos programas de investigação, a nível nacional, europeu e internacional. Haverá uma sessão dedicada a apresentar os principais projetos em curso na União Europeia, a fim de incentivar o reforço de redes já existentes entre os vários grupos e projetos de investigação, dentro e fora da Europa».

O programa da IX edição inclui sete conferências plenárias sobre temas de interesse geral, proferidas por cientistas convidados de renome internacional, bem como apresentações relativas à mais recente investigação na área produzida em todo mundo, pelos respetivos autores, vindos de cerca de 30 países.

Segundo o especialista em incêndios florestais, considerando a relevância dada, «desde a primeira edição da Conferência, aos temas do comportamento do fogo e da segurança pessoal, esta será precedida de dois cursos especializados, tirando partido da presença no nosso país de um conjunto de especialistas com uma importante e reconhecida atividade nas respetivas áreas».

Assim, no dia 11 terá lugar o Curso de Segurança Pessoal, coordenado pelo Professor Jason Sharples, da Universidade de Canberra, na Austrália, e presidido pela Secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar. Este curso destina-se sobretudo a técnicos, agentes operacionais e a investigadores da temática da segurança nos incêndios. A IX edição terá várias lições dedicadas ao bem-estar físico e mental dos Bombeiros, bem como ao importante tema da prestação de socorro e apoio médico e psicológico aos Bombeiros, em condições de emergência.

O segundo curso, nos dias 12 e 13 de novembro, é dedicado ao Comportamento do Fogo, coordenado pelo Professor Albert Simeoni, do Worcester Polythecnic Institute, dos Estados Unidos da América. É dirigido essencialmente a investigadores e técnicos operacionais envolvidos neste tema, que é um dos tópicos fundamentais da gestão dos incêndios.

A IX Conferência Internacional sobre Incêndios Florestais conta ainda com a principal associação internacional de investigadores e técnicos operacionais em incêndios florestais, que decidiu associar-se, sendo também uma das entidades patrocinadoras, integrando a reunião anual 17th International Wildland Fire Safety Summit, na edição deste ano. 

No âmbito da Conferência, está prevista uma homenagem ao investigador norte-americano Richard Rothermel, por ocasião do seu 50º aniversário, da publicação do seu importante trabalho sobre modelação do comportamento do fogo, o qual teve grande influência no trabalho de investigação e de aplicação operacional da previsão da propagação do fogo, em todo o mundo.

Destaque ainda para a realização de uma visita ao Laboratório de Estudos sobre Incêndios Florestais, situado na Lousã, na qual serão apresentados os principais trabalhos realizados naquela infraestrutura pelo CEIF, incluindo a atividade de formação que é realizada, em colaboração com diversas entidades, nomeadamente a Escola Nacional de Bombeiros.

No último dia da Conferência, 18 de novembro, realiza-se uma visita à Serra da Estrela, para conhecer os principais factos associados ao maior incêndio ocorrido este ano em Portugal, assim como para perceber a metodologia de gestão dos impactos decorrentes. Nesta visita, em associação com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), irá proceder-se a uma plantação simbólica de árvores, a qual pretende representar a reflorestação de áreas queimadas que a ADAI irá promover, integrado no Projeto ICFFR Zero Carbon Footprint. Este projeto tem como objetivo minimizar as emissões de dióxido de carbono equivalente resultantes das atividades associadas à realização deste evento, tais como as viagens dos participantes.