Conferência sobre obras públicas em Loulé no período moderno

“LOULÉ na linha do tempo” regressa no dia 19 de novembro, pelas 15h00, ao Arquivo Municipal de Loulé Professor Joaquim Romero Magalhães, com a conferência “Obras públicas no termo de Loulé (Séculos XVI a XVIII)”, apresentada por Marco Sousa Santos.

Em Loulé, como em qualquer vila ou cidade portuguesa, o período Moderno (séculos XVI a XVIII) vai ser marcado pela execução de inúmeras obras de natureza pública (assim designadas por oposição às da esfera privada), de maior ou menor dimensão. Essas obras incluíram, por exemplo, a construção e manutenção de equipamentos e infraestruturas tais como fontes, chafarizes, calçadas, estradas, pontes, mas também de edifícios públicos tais como a cadeia, o alpendre ou as casas da câmara. Mas com que frequência se executaram obras deste tipo no território e cronologia em causa? Quem assumiu a responsabilidade pela sua encomenda e execução? Como se angariaram os materiais, a mão-de-obra e o dinheiro para as concretizar? É a estas e a outras perguntas relacionadas com o tema que o orador procurará dar resposta nesta comunicação.

Marco Sousa Santos é licenciado em Património Cultural e mestre em História da Arte, pela Universidade do Algarve, e atualmente doutorando pela Universidade de Coimbra. Vencedor de alguns prémios na área da historiografia, é também autor de livros e artigos que versam sobretudo temas relacionados com a arquitetura religiosa portuguesa da época Moderna e com a história e património da região algarvia.