CHUA assinala Dia Mundial da Segurança do Doente com atividades dirigidas a profissionais e utentes

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) associa-se às comemorações do Dia Mundial da Segurança do Doente (17 de setembro) com a organização de diversas iniciativas, que decorrem entre os dias 19 e 29 de setembro.

As comemorações deste ano têm como tema central a “Segurança Medicamentosa”, nesse contexto os profissionais de saúde do CHUA promovem várias ações de sensibilização sobre os cuidados a ter com a medicação. Segundo a organização “pretende-se assim transmitir informações e conhecimentos sobre práticas seguras e envolver os utentes e seus familiares a participarem no cuidado seguro, de forma a diminuir os erros medicamentosos, quer nas unidades de saúde, quer no domicílio”.

Também na referida semana vão decorrer várias ações de sensibilização sobre «Medicação Segura» dirigidas aos utentes, com a distribuição de informação presencial em todas as Unidades Hospitalares do CHUA, bem como no circuito de televisão interno e salas de espera. Simultaneamente decorrem também ações de sensibilização dirigidas aos profissionais de saúde sobre os «cuidados seguros aos doentes» nos refeitórios das Unidades Hospitalares do CHUA.

No dia 21 de setembro, utentes, familiares e profissionais podem assistir a uma sessão sobre “Segurança na Prestação de cuidados na Insuficiência Renal Crónica”, no auditório da Unidade Hospitalar de Portimão entre as 10h00 e as 12h00. A mesma sessão repete-se no dia 29 de setembro, no mesmo horário, no Auditório da Unidade Hospitalar de Faro.

O Centro Hospitalar Universitário Algarve não fica indiferente a esta temática, promovendo neste sentido iniciativas que visam a melhoria da qualidade dos cuidados, perspetivando a dinamização da cultura de Segurança do Doente.

O Dia Mundial da Segurança do Doente

Em 2019, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu a segurança do doente como uma prioridade fundamental de saúde global. A Assembleia Mundial definiu o dia 17 de Setembro como o Dia Mundial da Segurança do Doente. Desde então, foram organizados a nível internacional e nacional várias iniciativas com o propósito de mobilizar utentes, profissionais de saúde e decisores políticos, dando visibilidade a este dia e mostrando a sua importância, promovendo uma Cultura de Segurança dos Doentes.

Na continuação destas ações globais e assumindo a OMS que os erros medicamentosos a nível da prescrição, administração e auto-medicação são causas de danos diversos e por vezes irreversíveis, daí que o tema central da campanha de 2022 seja a “segurança medicamentosa”, pretende-se assim transmitir informações e conhecimentos sobre práticas seguras e envolver os utentes e seus familiares a participarem no cuidado seguro, de forma a diminuir os erros medicamentosos, quer nas unidades de saúde, quer no domicílio.