Alunos da universidade nova de Lisboa integram a equipa de arqueologia do município de Silves

O Município de Silves, através do Museu de Arqueologia, recebe durante o mês de agosto, oito alunos da licenciatura de arqueologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Durante duas semanas, os alunos integram a equipa de Arqueologia da Câmara Municipal, que tem em curso trabalhos de acompanhamento e de escavação arqueológica no Bairro do Progresso, em Silves, no âmbito da Empreitada de Requalificação Paisagística do referido bairro.

Os trabalhos arqueológicos têm colocado a descoberto vestígios materiais da ocupação daquela área durante o final do período de domínio muçulmano da cidade, que se encontram sob os alicerces e pavimentos da fábrica de cortiça que ali existia antes da construção do bairro.

Com esta intervenção é revelada mais uma parte da história da cidade, sendo importante o contributo da Universidade Nova de Lisboa, que escolheu Silves para levar a cabo este campo de trabalho.

Os alunos terão a oportunidade de desenvolver a componente prática que integra os conteúdos curriculares da licenciatura em arqueologia preparando-os para a complexidade das metodologias de escavação em contextos urbanos.

O Município de Silves mantem protocolos de colaboração no domínio da arqueologia com vários estabelecimentos de ensino universitário, estando previstas, outras iniciativas no decurso do segundo semestre de 2022.