Ministro da administração interna em  São Brás de Alportel para conhecer o projeto jovens seguros

O Município de São Brás de Alportel recebeu esta segunda-feira, 23 de maio, a visita do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, e da Secretária de Estado da Administração Interna, Maria Isabel Oneto. A visita destinou-se a conhecer, in loco, o Contrato Local de Segurança (CLS), um dos 33 contratos firmados no país, ao abrigo do qual está a ser dinamizado no concelho o projeto “Jovens Seguros <> Famílias Felizes”, sediado no Espaço Jovem de São Brás de Alportel,  promovido pelo município, sob coordenaçãoCentro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de São Brás de Alportel e com financiamento do Ministério da Administração Interna.

Após uma reunião de trabalho da Comissão Coordenadora do Contrato Local de Segurança que integra representantes do Ministério da Administração Interna, da Guarda Nacional Republicana e da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, onde marcaram presença os comandantes do posto territorial de São Brás, Destacamento de Faro e Comando Territorial, a visita prosseguiu com uma reunião alargada a toda a parceria do Contrato Local de Segurança, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com elementos da equipa que dinamiza o projeto Jovens Seguros <> Famílias Felizes, bem como um conjunto de jovens que participam no projeto e onde marcaram presença diversos parceiros, entre os quais o Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, a Junta de Freguesia de São Brás de Alportel, a Santa Casa da Misericórdia de São Brás de Alportel, a Associação de Pais e Encarregado de Educação do Agrupamento de Escolas, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários e a Saúde Pública local.  

Desde 2018, o projeto conseguiu já envolver mais de sete centenas de participantes: 525 crianças e 205 adultos num trabalho que é uma verdadeira missão de vida, a marcar as vidas destes jovens. Os testemunhos dos jovens que têm beneficiado deste projeto emocionaram os presentes. “Para mim não é Espaço Jovem… é Família”, nas palavras de um dos jovens.

O presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, destacou o trabalho multidisciplinar realizado com os jovens e suas famílias, promotor de competências pessoais e sociais para um crescimento harmonioso, rumo a um futuro mais promissor. Aproveitou ainda a ocasião para enaltecer o envolvimento e empenho das entidades parceiras na concretização do Contrato Local de Segurança e respetivas dinâmicas de enriquecimento da comunidade.

Responsável pelos pelouros da Ação Social, Juventude, Igualdade e Cidadania e Participação, a vice-presidente Marlene Guerreiro recordou as origens do Contrato Local de Segurança, programa ao qual o Município aderiu desde logo com muito empenho, em 2017, por se enquadrar na prática do trabalho em rede que é o modo de estar na autarquia. Faltavam no entanto os meios para intervir na prevenção da delinquência juvenil e este projeto nasceu justamente para permitir que este trabalho fosse uma realidade. Reconhecendo o impacto que o Contrato Local está a ter no concelho, Marlene Guerreiro acrescentou que fruto de um trabalho contínuo de avaliação e adaptação das respostas às necessidades sentidas no terreno estão a ser criados dois novos grupos de trabalho que se vão debruçar sobre as áreas das dependências e da prevenção da depressão e do suicídio, dada a preocupação crescente com a saúde mental.

Responsável pela criação dos Contratos Locais de Segurança a nível nacional, a secretária de Estado, Maria Isabel Oneto frisou que estes contratos partem de uma visão preventiva de fatores que causam perturbação na sociedade, muitos deles provenientes de situações sociais que importa acautelar com base em diagnósticos que têm por missão a prevenção. Por isso mesmo, destacou o papel das autarquias como elementos essenciais para o envolvimento dos parceiros certos e adequados para cada caso.

Reconhecendo o mérito e o contributo que os Contratos Locais de Segurança estão a ter no terreno em prol da criação de respostas para os jovens que lhes permitem criar percursos de vida saudáveis e prósperos, o Ministro José Luís Carneiro admitiu que a aplicação de uma metodologia de intervenção multinível, que assenta no diagnóstico das necessidades e a criação de respostas às mesmas se tem demonstrado eficaz. Sendo agora o momento de analisar e avaliar a forma como estes projetos precisam evoluir.

“Sou muito partidário destas metodologias. É preciso encontrar metodologias que respondam a diferentes variáveis das comunidades. A intervenção nestes domínios exige uma sensibilidade especial”, porque trabalha sobretudo na antecipação de problemas e de soluções em vez de se focar apenas na reação aos problemas já existentes.

“De forma isolada é difícil criar soluções, pelo que um esforço articulado como o que foi apresentado nesta reunião” é salutar e merece reconhecimento, na ótica do Ministro.

Aproveitando o nome do projeto “Jovens Seguros <> Famílias Felizes”, José Luís Carneiro terminou afirmando que este trabalho é vital porque permite avançar na construção de uma sociedade em que os jovens são mais felizes e as comunidades são mais plenas.

A visita à exposição de arte jovem “ARTrEve-te” patente até ao final deste mês na Galeria Municipal de São Brás de Alportel marcou o final desta visita em que o Ministro José Luís Carneiro teve oportunidade de conhecer alguns dos jovens talentos do concelho e os seus trabalhos.

Houve ainda oportunidade para ouvir uma jovem são-brasense revelação na música, Laura Pereira, acompanha à guitarra por um jovem que colabora como mentor no projeto, Nuno Martins.

A manhã culminou com uma prova de sabores locais, proporcionada com a colaboração de alunos dos cursos da área de mesa bar e similares do Agrupamento de Escolas de São Brás de Alportel, outro instrumento fundamental das políticas de juventude e inclusão social.