UAlg reconhecida a nível global como pioneira no compromisso com os ODS

A Universidade do Algarve (UAlg) integra pela terceira vez o Times Higher Education Impact Rankings, que avalia a nível global o desempenho e contributo das universidades para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas. A UAlg ficou posicionada na posição 201-300 na classificação geral do THE Impact Rankings, de entre 1406 Instituições de Ensino Superior (IES) de 106 países.

De realçar que esta edição contou com mais 288 IES e mais 12 países do que na edição anterior, que cumpriram os requisitos de inclusão.

Nesta quarta edição, a UAlg submeteu informação para a totalidade dos ODS. Cada objetivo tem várias métricas específicas associadas, que medem o impacto das IES para a prossecução desse ODS. As universidades podem enviar dados para o número de ODS que pretendam, mas para serem incluídas no ranking global têm de submeter dados para um mínimo de 4 ODS, sendo que o objetivo 17, que contabiliza as parcerias para o desenvolvimento dos objetivos, é obrigatório.

A UAlg foi avaliada nos 17 ODS, tendo obtido uma classificação global de 79.8 em 100, um aumento de 0.6 face a 2021 (79.2). Para esta classificação foram tidos em conta três dos ODS onde a UAlg obteve melhor classificação. A Academia destacou-se no ODS 5 – Igualdade de género (70,5), ficando na posição 48 em 938 IES que apresentaram evidências de contributos para este objetivo; ODS 7 – Energias renováveis e acessíveis (70,6), ocupou a posição 63 em 705 IES, ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes (79,5), na posição 91 em 809 IES, e o ODS 17 – Parceria para a implementação dos objetivos (73,5), ocupando a posição 301-400 em 1438 IES. A Instituição destacou-se ainda no ODS 14- Proteger a Vida Marinha (71,1) onde ocupou a posição 73 em 452 IES.

Neste ranking, que avalia as universidades pela forma como estas contribuem para a sociedade, as instituições são avaliadas tendo em conta três indicadores: a investigação, que produz conhecimento para ajudar a resolver os problemas do mundo; a administração, que deve gerir bem os recursos; e a ação direta, ou seja, a forma como a Universidade atua na sociedade.

Relativamente aos ODS em que a UAlg se destacou, o ODS 5 – Igualdade de género, mede a investigação das IES sobre esta temática, bem como o seu contributo para a igualdade de género e para “empoderar” as mulheres e raparigas. O ODS 7 mede o contributo da UAlg para assegurar o acesso a energia acessível, fiável, sustentável e moderna para todos, nomeadamente através da sua investigação e ação. O ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes, mede a investigação das IES neste tópico, bem como as suas políticas para garantir a igualdade de acesso à justiça, para a redução de todas as formas de violência e o seu compromisso na promoção do Estado de Direito, a nível nacional e internacional.

A inclusão neste ranking e os resultados obtidos são uma grande conquista para a UAlg porque é reconhecida como pioneira a nível global, demonstrando o seu compromisso não só em apoiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável através do ensino, investigação e transferência de conhecimento, mas também em incorporar estes objetivos nas principais linhas orientadoras da Instituição.