Exposição Fotográfica “Oficinas no Cabo do Mundo” em exibição no Centro Autárquico de Quarteira

A Exposição Fotográfica “Oficinas no Cabo do Mundo” está em exibição de 3 de março a 3 de abril de 2022, no Centro Autárquico de Quarteira

Exposição Fotográfica patente ao público no Centro Autárquico de Quarteira, testemunha o olhar de 23 jovens dos 16 aos 85 que visitaram a Fortaleza de Sagres, no âmbito do Projeto “Oficinas no Cabo do Mundo”.

“Uma aventura em lugares que por vezes nos parecem estar muito perto, mas ao mesmo tempo tão longe” 
(Paula Gião – Participante no Projeto)

A Exposição Fotográfica “Oficinas no Cabo do Mundo” é um convite a uma visita à Fortaleza de Sagres através do olhar do outro, da forma como viu e sentiu aquele espaço, como descobriu as ténues linhas, as efémeras sombras, os detalhes, as nuances impercetíveis, os momentos fugidios, paralisando o movimento, eternizando o momento, fotografando de forma única e artística, produzindo imagens e memórias inesquecíveis, transformando imagens em poesia, fazendo de um click uma mensagem, de um pequeno detalhe um instante, uma memória.

“Exposição magnifica que ilustra bem Sagres e o que significa para os Portugueses”
(Mensagem de um visitante da Exposição)

A exposição que desde agosto de 2021 está a percorrer o Algarve, chegou agora a Quarteira onde ficará patente ao público de 3 de março a 3 de abril no Centro Autárquico.
Tendo iniciado esta viagem na Fortaleza de Sagres, onde recebeu milhares de visitantes, rumou a Alte, onde esteve no Polo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte, seguiu para o Restaurante Rosmaninho em Sarnadas, uma pequena localidade na freguesia de Alte. Desceu da Serra ao litoral, para estar no Instituto Português do Desporto e Juventude em Faro e posteriormente nas Ruínas Romanas de Milreu – Estoi. 
“Oficinas no Cabo do Mundo” foi um Projeto que envolveu jovens que frequentam o Curso Profissional de Técnico de Turismo da Escola Profissional Cândido Guerreiro e séniores residentes na freguesia de Alte por si convidados a embarcarem numa viagem de descoberta, de exploração, de aprendizagem, da vivência conjunta de experiências, de troca de conhecimentos, de partilha de afetos e de criação artística sobre a Fortaleza de Sagres. 
Uma viagem que promoveu o desenvolvimento das relações e cumplicidades intergeracionais e motivou para a conhecimento, a valorização, a preservação e a divulgação do Património.

“Oficinas no Cabo do Mundo junta num tempo e em dois espaços, matéria de três tempos diferentes: o tempo do monumento e o tempo de duas gerações humanas… Lindo o projeto, quase etéreo…porque etéreo é o tempo.”
António Martins  
Presidente da Junta de Freguesia de Alte

O projeto, a partir de uma ideia original de Isa Catarina Mateus, foi desenvolvido de maio a outubro de 2021 no âmbito do Programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos (DiVaM), da Direção Regional de Cultura do Algarve. Promovido por uma parceria constituída pela Associação In Loco, a Junta de Freguesia de Alte, a Escola Profissional de Alte, CIPRL e a sua Escola Profissional Cândido Guerreiro, o Centro de Animação e Desenvolvimento Comunitário da Freguesia de Alte, a Casa do Povo de Alte/Juventude Altense, contou com o apoio da Câmara Municipal de Loulé – Museu Municipal – Pólo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte, da Região de Turismo do Algarve, da Federação Nacional de Cineclubes e da Federação Internacional de Cineclubes.
A itinerância em curso, tem vindo a contar com o apoio das entidades, organizações e empresas que a têm acolhido nas suas instalações: Fortaleza de Sagres, Polo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte; Restaurante Rosmaninho – Sarnadas/Alte; Instituto Português do Desporto e Juventude – Faro, Direção Regional de Cultura do Algarve e agora também da Junta de Freguesia de Quarteira.

“Foi com enorme orgulho que vim experienciar esta exposição. Sobre o Algarve mais esquecido, o Algarve de História e de paisagens únicas.”
Mãe da Inês Pereira, uma das jovens alunas que participou no Projeto