Infralobo reforça a sua frota eléctrica

A empresa municipal Infralobo comprou duas novas viaturas elétricas.

Estes investimentos «foram feitos ao abrigo de um plano que prevê a substituição da frota movida a combustíveis fósseis por viaturas elétricas».

A meta da empresa é conseguir reduzir o consumo de combustíveis fósseis e, também, o número global de viaturas afetas à sua atividade.

Para isso, as viaturas movidas a combustível fóssil vão ser gradualmente substituídas por elétricas ou híbridas, com a previsão de uma média de aquisição de quatro novas viaturas mais ecológicas por ano.

A esta ação, enquadrada no plano de descarbonização da empresa, no âmbito da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Município de Loulé (EMAAC), soma-se a redução da distância média e distância global percorrida pela frota automóvel da Infralobo. A distância global percorrida pela frota automóvel foi reduzida em 8.000 quilómetros anuais em 2021, em linha com a redução progressiva dos quilómetros percorridos nos anos anteriores, desde a implementação de ferramentas tecnológicas de gestão de frota.

Além da incorporação de medidas de gestão sustentável na sua operação diária, a Infralobo tem também procurado incentivar os automobilistas à utilização de veículos elétricos ou híbridos. Nesse sentido, desde 2019, a empresa implementou postos de carregamento semirrápido no território sob a sua gestão, distribuídos por locais estratégicos. Até à data a Infralobo possui 8 carregadores elétricos.

Com esta estratégia global, iniciada em janeiro de 2015, no âmbito do projeto ClimAdapt.Local, «o município de Loulé pretende promover uma resposta coerente às múltiplas problemáticas relacionadas com as alterações climáticas e colocar Loulé na linha da frente a nível nacional nesta matéria».