Fábrica da cerveja em Faro vai ser novo centro para arte e criatividade

A Câmara Municipal de Faro apresentou na passada sexta-feira, dia 18 de fevereiro, o programa estratégico e funcional para a requalificação da Fábrica da Cerveja. Este projeto, que prevê um investimento global de 13,4 milhões de euros, visa transformar um dos edifícios mais icónicos da cidade num novo centro para a arte e criatividade e inclui ainda a ampliação do museu municipal, a abertura de uma nova praça e a criação de dois novos edifícios.

O programa estratégico de reabilitação da antiga Fábrica da Cerveja resultou da participação pública de muitas dezenas de pessoas e entidades e de uma parceria com um consórcio liderado por Gonçalo Louro & Cláudia Santos – Arquitetos, Lda., em cooperação com a Opium, Lda., de Carlos Martins, antigo coordenador da Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012 e ainda com Pablo Berástegui, destacado produtor cultural espanhol e ex-coordenador do centro de criação contemporânea Matadero, em Madrid.

De acordo com este programa, esta intervenção profunda vai ser dividida em quatro fases. A primeira fase prevê a requalificação do corpo nascente do edifício e Largo, com a intervenção na parte do edifício sob gestão direta do Município e intervenção na zona exterior, nomeadamente derrubando os muros para a rua do Castelo que atualmente criam um pátio interior.