Polícia Marítima apreende arte de pesca com 3000 metros entre Vilamoura e Quarteira

Os elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Faro realizaram, durante o dia de ontem, uma ação de fiscalização dirigida à prática da atividade da pesca na orla costeira do Algarve, tendo apreendido uma arte de pesca com cerca de 3000 metros de comprimento.

A arte de pesca, denominada “rede de tresmalho”, foi detetada em frente às praias de Vilamoura e Quarteira, tendo os elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Faro procedido à apreensão da mesma por se encontrar sem a devida sinalização.

No decorrer da ação foram ainda intercetadas e fiscalizadas três embarcações de pesca, encontrando-se um pescador de uma das embarcações a praticar a atividade da pesca sem o colete de salvação ou auxiliar de flutuação envergado, cuja utilização é obrigatória, tendo sido elaborado o respetivo auto de notícia.

Nesta ação estiveram empenhados quatro elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Faro, apoiados por duas embarcações.

A Autoridade Marítima Nacional relembra a obrigatoriedade do uso de colete de salvação ou auxiliar de flutuação individual como meio de proteção individual e salvaguarda da vida humana e em conformidade com as normas estabelecidas no Regulamento dos Meios de Salvação.