Silves Lado B traz murta ao teatro Mascarenhas Gregório

A iniciativa LADO B da Câmara Municipal de Silves, prossegue no dia 25 de fevereiro pelas 21horas, com o concerto com o artista MURTA no Teatro Mascarenhas Gregório.

Francisco Murta nasceu na Figueira da Foz e dividiu a juventude entre o futebol e a música, até que uma lesão o fez parar e dedicar-se à música. Em 2016 participou no “The Voice Portugal” onde alcançou o 2º lugar. Com esta participação veio o reconhecimento e uma grande legião de fãs nas redes sociais.

Depois de interpretar músicas de outros artistas, chegou a hora de apresentar as suas próprias canções!

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos através da bilheteira online BOL em: https://cmsilves.bol.pt/ e nos locais habituais de venda (FNAC, Worten, CTT,EI Corte Inglês e Pousadas de Juventude), com o custo associado de 8 euros. Podem, ainda, ser adquiridos no próprio dia do espetáculo, no local, a partir das 20h00, caso haja disponibilidade de bilheteira.

Relembramos que a rúbrica Lado B, promovida pelo Município de Silves, procura apresentar ao público uma versão mais descontraída e intimista dos artistas. Ao concerto, por norma, associa-se uma breve conversa como forma de aproximar o público ao artista.

Classificação etária: M/6 

+ info: tel. 282 440 800 (ext.2742) | cultura@cm-silves.pt 

+ Info sobre MURTA

Francisco Murta nasceu na Figueira da Foz a 31 de agosto de 1998, cresceu em Samora e Benavente e, até aos 12 anos de idade, a música ainda não se tinha transformado na paixão que é hoje. Os acasos da vida acabaram por levá-lo até ao piano, descobrindo a pouco e pouco um interesse na música que nunca mais o abandonou.

Passou a infância e adolescência com outras duas grandes paixões: o futebol,  adepto do Sporting, e a biologia. Aos 12 anos, começou a ter aulas de piano, ligou-se com a música clássica e aos poucos algo foi mudando dentro de si. A curiosidade acendeu-se e quando chegava a casa passava muitas as horas a praticar piano, guitarra e voz.

Esse espírito curioso mantém-se ainda hoje. Não só escreve as letras e compõe a música das suas canções, como toca vários instrumentos, piano, guitarra, baixo, ukelele, querendo continuar a aprender e a adquirir o máximo de conhecimento no universo musical.

Na adolescência, formou uma banda de temas originais com os seus amigos, os “DamnFATG!”, com este projeto cresceu a vontade, a técnica e a experiência. 

Murta considera-se um melómano, por isso tem muita dificuldade em eleger artistas quando lhe perguntam quais são as suas maiores influências, porque acredita que cada artista tem sempre algo para lhe ensinar. Ainda assim, arrisca alguns nomes que considera que o levaram a evoluir, como Matt Corby, Ady Suleiman, Chet Baker, Nai Pal, entre muitos outros.

Adora arte, de todo o tipo. E o que mais o fascina na arte é a maneira como liga as pessoas de tantas formas diferentes. A forma como se liga ao público quando canta ou como as suas palavras podem ajudar alguém, fê-lo perceber o poder da música e nunca mais a quis largar.

A vontade de continuar a aprender levou-o até ao Hot Club, em 2016, para explorar mais a voz e o piano. Posteriormente, começou a dar cada vez mais concertos e com o feedback extremamente positivo que foi recebendo, percebeu que se podia dedicar por inteiro à música. 

Em 2016, concorreu ao programa televisivo “The Voice Portugal”, onde chegou à Gala Final. Hoje, os vídeos das suas atuações somam milhares de visualizações no YouTube. Só o vídeo da Prova Cega, em que interpretou “Georgia On My Mind”, de Ray Charles, conta com mais de 2,5 milhões de visualizações. 

Em outubro de 2018, Murta colaborou com o jovem rapper algarvio Domi, no single “Rosas”. E é ainda em 2018 que assina contrato com a Universal Music Portugal, que o representa enquanto editora, management e agenciamento.

“Porquê”, com letra da sua autoria e produção do 54STUDIO, é o primeiro single lançado com o selo da multinacional e é já um grande sucesso, especialmente nas plataformas digitais. Só no YouTube, o vídeo oficial soma mais de 3,3 milhões de visualizações até ao momento. A canção foi ainda escolhida para a banda sonora da novela prime-time da TVI, “Valor da Vida”, e tem recebido comentários incríveis por parte do público.

Desde então, Murta participou no “Confessions” da rádio Mega Hits, onde tocou pela primeira vez ao vivo o single “Porquê” e uma versão do tema incontornável “Dúia”, dos Da Weasel, além de ter dado um concerto muito aplaudido na edição de 2019 do festival MEO Sudoeste.

Depois do grande êxito do single “Porquê”, já revelou mais duas novas canções.

“Respeitar” conta com produção de Charlie Beats, sendo, segundo o próprio músico, “uma chamada de atenção de quem se preocupa e de quem já viu que falta de cabeça com um bocado de álcool pode correr mal.” O vídeo oficial, de Madeinlx, ultrapassa as 221 mil visualizações.

Após “Respeitar”, Murta revelou um outro novo single, intitulado “Segredos”, repetindo a parceria de “Porquê” ao contar com a produção de 54STUDIO.

2022 será um ano marcante no percurso de Francisco  Murta e as novidades, certamente, não se vão ficar por aqui.