São Brás de Alportel apoia investigação da Universidade do Algarve na área da gaguez

O Município de São Brás de Alportel apoia esta investigação com a entrega de vales de compras, no comércio local, aos participantes da fase de inquéritos.

Apostar na ciência é abrir caminho ao futuro. Com esta premissa, o Município de São Brás de Alportel assinalou hoje, de forma presencial, o protocolo de colaboração com a Universidade do Algarve, para apoiar o desenvolvimento de um projeto de investigação dedicado ao conhecimento da gaguez. Uma investigação que visa estudar as bases neurais subjacentes à gaguez crónica e que foi recentemente distinguida com o prémio Pharmis – SPTF dada pela Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala.

O estudo, destinado a maiores de 18 anos com gaguez, integra uma primeira fase de análise e uma segunda dedicada à intervenção especializada. Os interessados deverão inscrever-se através do seguinte link: https://sites.google.com/view/neubos/p%C3%A1gina-inicial?authuser=0

A investigação está a ser realizada pelos investigadores João Correia e Mónica Rocha, também filiados e apoiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e pelo Centro Hospitalar Universitário do Algarve. João Correia tem as suas raízes familiares em São Brás de Alportel. Mónica Rocha é são-brasense de coração. Ambos muito orgulham o município pelo seu dedicado e meritório trabalho.

A colaboração do Município nesta área vai apoiar o processo de realização de inquéritos a voluntários que irão receber vales de compras de €25,00 que podem usufruir em 47 estabelecimentos do comércio local são-brasense.

Com este apoio o Município desenvolve as suas competências nos domínios da ciência, saúde, promoção do desenvolvimento e da cooperação externa e procura ainda apoiar o comércio local.