“Caminho – A reconstrução da memória”: nova exposição no Palácio da Galeria em Tavira

O Museu Municipal de Tavira – Palácio da Galeria acolhe, entre 29 de janeiro e 16 de abril, a exposição “Caminho – A reconstrução da memória” de Rui Matos.

Esta revela os vários percursos do trabalho do artista, nos últimos 13 anos, altura em que o ferro e as suas possibilidades construtivas entraram na sua linhagem. Esta explora, igualmente, a relação entre o corpo da escultura, o desenho na superfície da parede e a sua sombra coreografada. 

Segundo Rui Matos “cada escultura corresponde a um corpo de origem única que cresceu e se desenvolveu a partir de uma tensão interior e pode aceitar objetos exteriores, integrando-os como utensílios”. E acrescenta “os objetos falam e, por vezes, seguem-nos os gestos (como que por mímica). Podemos pensá-los a partir do seu interior, como se estivéssemos dentro de um espaço arquitetónico, ou a partir de uma visão exterior em que eles estabelecem relações de parentesco, organizam sequências ou indicam percursos.”.

Para Rui Matos, este é um trabalho muito específico enquanto autor, “mas cada escultura só ficará, verdadeiramente, concluída, quando o observador a completar com a sua visão pessoal, a sua sensibilidade e a sua cultura.”.

Horário:
Museu Municipal de Tavira 
Terça-feira a sábado, das 09h30 às 16h30
(A abertura e a duração da exposição poderão sofrer alterações em virtude da aplicação de eventuais medidas restritivas no âmbito do combate à pandemia)