Criado grupo de acompanhamento do Bem-Estar Animal com associações do concelho de Olhão

O recém-criado Grupo de Acompanhamento do Bem-Estar Animal (GABEA) reuniu pela primeira vez na passada sexta feira. O Município convidou as várias associações do concelho, incluindo representantes dos cuidadores informais, com o objetivo de, em conjunto, se encontrarem as melhores soluções para ajudar os animais de rua.

Marcaram presença na reunião, presidida pelo vereador com o pelouro da Intervenção Médico-Veterinária e Defesa da Saúde Pública, Ricardo Calé, a Associação para a Proteção dos Animais de Rua (APAR), a Associação de Defesa dos Animais e Plantas de Olhão (ADAPO), a Liga Olhanense dos Amigos dos Animais Abandonados (LOAAA) e representantes dos cuidadores informais, bem como a Junta de Freguesia de Olhão, com a qual o Município tem um protocolo de apoio às colónias felinas.

“As associações que representam são fundamentais para o desenvolvimento da causa animal, daí a importância de nos unirmos para, em conjunto, delinearmos a estratégia para a defesa da causa animal para este ano de 2022”, referiu Ricardo Calé. Reforçou ainda a ideia de que “se nos juntarmos, os animais ficarão mais bem cuidados. E é muito importante conhecermos a experiência de quem está no terreno 24 horas por dia, que são todos vós”, acrescentou o autarca olhanense, perante a concordância dos presentes, que se comprometeram a ajudar a fazer o melhor pelos animais do concelho.

O GABEA reunirá com uma periodicidade trimestral, aprofundando e alargando a importante atuação que atualmente os diferentes intervenientes já têm nesta temática.