Prémio nacional literário João de Deus poesia 2021 atribuído à obra frentes de fogo

A obra “Frentes de Fogo” de A. M. Pires Cabral, Tinta da China Edições, é a vencedora da 1.ª Edição do Prémio Nacional Literário João de Deus | Poesia 2021, organizado pelo Município de Silves.

A Presidente Rosa Palma, congratula-se com a atribuição do prémio a uma produção de alto nível poético e literário, que cruza elementos mundanos com a sabedoria da vida, revelando um escritor de carreira reconhecida, de grande maturidade e com experiência multifacetada em diversos géneros literários, salientando ainda o elevado número de obras propostas a concurso e a inegável qualidade poética de muitas dessas criações.

O prémio no valor de 10 mil euros, contempla bienalmente uma obra publicada de autor português, visa homenagear a memória do insigne Poeta João de Deus, exímio representante da cultura nacional, bem como a promoção e incentivo de produções literárias na língua portuguesa.

A cerimónia de entrega do prémio terá lugar no dia 8 de março de 2022, no âmbito das comemorações do 192.º aniversário do nascimento de João de Deus, em São Bartolomeu de Messines.

O júri, constituído por José António Gomes, Catherine Dumas e Violante Magalhães decidiu, por maioria, contemplar a obra poética do escritor transmontano, frisando que «traz uma voz consolidada, com registo poético próprio, crítica, simultaneamente auto irónica. Nestes poemas, ecoam de forma melancólica, mas não menos esperançosa, a sabedoria que vem “Da inútil idade” e a corajosa resistência ao “espírito do tempo” e ao pensamento dominante. Com exímio rigor na composição e na harmonia entre som e sentido, cruzam-se memória e escrita, vida e morte, o local e o universal».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.