Relatório semanal do INSA aponta para um crescimento da atividade gripal.

Portugal apresenta uma atividade gripal com tendência crescente, com uma taxa de incidência de 19,9 casos por cada 100 mil habitantes, de acordo com os dados semanais do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

Na semana de 20 a 26 de dezembro, “estimou-se uma taxa de incidência de síndrome gripal de 19,9 por cada 100 mil habitantes”, refere o boletim de vigilância epidemiológica da gripe e outros vírus respiratórios do INSA.

No caso da covid-19, a incidência de infeções estava, na quarta-feira, nos 923,4 casos por 100 mil habitantes a nível nacional.

Os valores de vigilância clínica da gripe são apurados através da rede médicos-sentinela, um sistema de informação constituído por médicos de medicina geral e familiar do continente e das regiões autónomas.

Já quanto à vigilância laboratorial, que permite a identificação de vários vírus respiratórios, o relatório do INSA indica que a rede portuguesa de laboratórios dos hospitais detetou, na mesma semana, 22 casos positivos para o vírus da gripe, todos do tipo A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.