Reclamações relacionadas com Covid-19 disparam 145%

Agendamento e processo de vacinação é o principal motivo de reclamação dos portugueses, mais de 60% das queixas

Numa altura em que o país regressou ao estado de Calamidade e em que arrancou o período de vacinação para crianças dos 5 aos 11 anos, uma análise do Portal da Queixa revela que as reclamações relacionadas com a Covid-19 registaram um crescimento de 145% comparativamente com o período homólogo. Problemas com o agendamento e processo de vacinação é o principal motivo reportado pelos portugueses na plataforma.

Entre os dias 01 de janeiro e 19 de dezembro de 2021, o Portal da Queixa recebeu um total de 5869 reclamações dirigidas ao setor da Saúde. Um decréscimo de 4% em comparação com o mesmo período de 2020, onde foram registadas 6103 queixas. Relacionadas com a Covid-19 estão 8% do total de reclamações deste ano, um aumento face a 2020, já que estas representaram apenas 3% das mais de seis mil reclamações apresentadas pelos utentes. 

No entanto, no mesmo período de análise (de 01 de janeiro até 19 de dezembro), os dados de 2021 referentes às reclamações relacionadas com a Covid-19, permitem identificar um aumento significativo face a 2020, mais do dobro das queixas: 145%. 

Como principais motivos de reclamação, a esmagadora maioria reportou problemas com o agendamento e processo de vacinação (63%); dificuldades com testes e exames (resultados, marcação etc.) geraram 25% das queixas; problemas com o certificado digital (dificuldade de acesso, erro na obtenção, etc.), representam 12% das reclamações e os constrangimentos relacionados com o isolamento profilático (emissão de baixa, acompanhamento, etc.), originaram 5% das queixas registadas pelos utentes na maior rede social de consumidores de Portugal. 

NOTA: Todas as reclamações efetuadas no Portal da Queixa dirigidas ao setor da Saúde estão disponíveis para consulta pública em: www.portaldaqueixa.com

Fonte: Portal da Queixa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.