Castro Marim com concurso público para mais 1.000 camas turísticas no interior do concelho

A Câmara de Castro Marim quer valorizar a zona interior do concelho através da construção de um Núcleo de Desenvolvimento Turístico (NDT) na Unidade Territorial do Baixo Guadiana, com a capacidade máxima de alojamento de 1000 camas.

A ocupação das 1000 camas atribuídas ao município de Castro Marim para a Unidade Territorial Litoral do Baixo Guadiana, pelo Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT) do Algarve, está agora em concurso público (SaphetyGov) e poderá incluir diversas modalidades de alojamento, serviços e equipamentos desportivos, culturais e de lazer.

A valorização e sustentabilidade ambiental é o critério de avaliação mais valorizado nas propostas (40%), prendendo-se os restantes com a qualificação urbanística (30%) o desenvolvimento económico e social (30%). Os projetos devem integrar os valores naturais e ecológicos do território Baixo Guadiana, investindo nas oportunidades que decorram da localização do investimento, mas assegurando o respeito pela fauna e flora locais, pela água, atmosfera, solo, energia, paisagem ou património cultural.  

Todo o procedimento decorre de acordo com as condições e especificações previstas no Plano Regional de Ordenamento do Território do Algarve (PROT Algarve) e no Regulamento do Plano Diretor Municipal (PDM) de Castro Marim. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *