Turismo de Portugal lança guias de boas práticas para um turismo mais sustentável

O Turismo de Portugal assinala o Dia Europeu do Mar (20 de maio) com o lançamento de um conjunto de ferramentas e guias de boas práticas, dirigidos às empresas do setor, desenvolvidos no âmbito do projeto “Turismo Sustentável: um melhor futuro para [com] todos”, integrado no Plano Turismo + Sustentável 20-23.

O objetivo é incrementar as competências dos profissionais do setor no que diz respeito à sustentabilidade da atividade, alavancar iniciativas já existentes, dar visibilidade a boas práticas e inspirar todos a fazer mais e melhor na construção de um destino turístico cada vez mais sustentável.

O projeto, financiado com 200 mil euros pelo Fundo Ambiental, aborda diferentes temas que incluem as Boas Práticas para uma Restauração Circular e Sustentável; Boas Práticas para uma Economia Circular no Alojamento Turístico; Neutralidade Carbónica nos Empreendimentos Turísticos; Construção Sustentável em Empreendimentos Turísticos; Plásticos de Uso Único no Setor do Turismo; e, Eficiência Hídrica nos Campos de Golfe em Portugal. 

Os conteúdos resultam de parcerias com a AHRESP, Universidade NOVA, Travel Without Plastic, Federação Portuguesa de Golfe e Conselho Nacional da Indústria do Golfe (CNIG), e estão disponíveis no Portal Business do Turismo de Portugal (http://business.turismodeportugal.pt).

A data de lançamento destas ferramentas é simbólica e reconhece o papel preponderante do Mar na atenuação das alterações climáticas e na adaptação aos seus efeitos, pela sua elevada capacidade de absorver as emissões de carbono e regular o clima. Contudo, o Mar é também o recetor final da maioria dos resíduos produzidos e demais poluentes emitidos. Assim, urge promover e acelerar comportamentos indutores de uma utilização mais eficiente dos recursos existentes e de uma redução da produção de resíduos e emissões de gases com efeito de estufa, dos quais, em última instância, resultará uma menor pressão sobre o Mar, nos domínios da ação climática e ambiental.

Ciente desta realidade, e alinhado com o propósito maior da campanha “For a better Planet, a better Tourism”, o Turismo de Portugal pretende capacitar o setor para uma trajetória que se quer mais sustentável e apoiar as empresas nesta transição para um Planeta melhor, capaz de assegurar às gerações seguintes o usufruto dos ativos que hoje nos distinguem como destino turístico e, simultaneamente, concorrer para o reforço da competitividade das empresas turísticas. 

Sobre o Turismo de Portugal

Integrado no Ministério da Economia e da Transição Digital, o Turismo de Portugal é a Autoridade Turística Nacional responsável pela promoção, valorização e sustentabilidade da atividade turística. Agrega numa única entidade todas as competências institucionais relativas à dinamização do turismo, desde a oferta à procura. Com uma relação privilegiada com as outras entidades públicas e os agentes económicos, no país e no estrangeiro, o Turismo de Portugal está empenhado em cumprir o desígnio de reforçar o turismo como um dos pilares do crescimento da economia portuguesa.