Município de Faro abre candidaturas para apoio ao associativismo

Período de candidaturas decorre até último dia útil do mês de fevereiro 

O Município de Faro informa que estão abertas as candidaturas para apoio ao associativismo do concelho até ao próximo dia 26 de fevereiro. 

Com a abertura das candidaturas para associações (das áreas social, cultural, desportiva, de juventude e de defesa da causa animal), o Município de Faro prossegue o seu trabalho com vista à melhoria das condições de vida das populações, nomeadamente através do apoio à ação desenvolvida pelo movimento associativo, que se debate nesta altura com grandes dificuldades devido à impossibilidade de realização de parte das atividades que garantem a sua sustentabilidade financeira devido às restrições impostas pela pandemia.  

Podem candidatar-se, nas respetivas áreas, todas as associações sem fins lucrativos que se encontrem nas condições previstas no artigo 3.º do Regulamento de Apoio ao Associativismo do Concelho de Faro. As candidaturas devem ser instruídas em formulários próprios (também disponíveis, tal como o regulamento, no sítio online do Município de Faro) e acompanhadas dos documentos requeridos, consoantes as medidas de que se pretenda beneficiar.

No âmbito do apoio ao associativismo cultural, estão abertas candidaturas para as seguintes medidas: apoio à atividade regular; apoio à modernização e beneficiação de instalações; apoio ao arrendamento de instalações e apoio à modernização e autonomia associativa. De fora das candidaturas abertas face ao regulamento de apoio ao associativismo do concelho ficam os apoios à concretização de projetos culturais, por se verificar que a medida de apoio à atividade regular tem dado resposta a um conjunto de iniciativas que as associações organizam ao longo do ano.

Já no âmbito do apoio ao associatismo desportivo, estão abertas candidaturas para apoio à atividade regular; apoio à modernização e autonomia administrativa; apoio às classificações de mérito; apoio à modernização, funcionamento e beneficiação de instalações; apoio ao arrendamento de instalações; apoio à cedência de instalações e apoio às boas práticas de gestão de entidades desportivas. Também sem candidaturas abertas fica o apoio à organização de eventos desportivos, por se verificar que, por força das restrições impostas pela pandemia, não se realizarão grande parte dos eventos desportivos que permitam dar cumprimento a esta medida.