Coleção HUMANITAS do CIAC lança novo volume dedicado à média arte-digital

CIAC acaba de lançar o terceiro volume da coleção Humanitas, um contributo atual e aprofundado para o estudo da Média-Arte Digital enquanto ecossistema vivo e denso que permeia a todas as dimensões da vida humana.

Este terceiro volume da coleção Humanitas, assinado pelo investigador do CIAC e atual subdiretor do Doutoramento em Média Arte-Digital (Universidade do Algarve/Universidade Aberta), Pedro Alves da Veiga, apresenta o Museu de Tudo em Qualquer Parte (MTQP), designação dada pelo autor ao espaço real aumentado urbano, que emerge da exposição global, espelho da cultura contemporânea.

Fruto de uma parceria entre o CIAC e a Grácio Editor, o livro que aqui apresentamos O Museu de Tudo em Qualquer Parte – arte e cultura digital: inter-ferir e curar, apresenta uma metodologia inovadora, a a/r/cografia, enquanto ferramenta de registo e análise do processo criativo, para a produção de média-arte digital interventiva e funcional, num apelo à curadoria deliberada e direcionada no MTQP.

A Coleção HUMANITAS, criada no CIAC pela investigadora Sandra Boto, e atualmente dirigida por Mirian Tavares e Susana Costa, é uma coleção ensaística de divulgação dos resultados da investigação produzida neste centro. Pretende oferecer, através das obras aqui publicadas, o nosso contributo no domínio científico das Humanidades.

A apresentação do livro, com a presença do autor e das coordenadoras da coleção, terá lugar a 9 de dezembro, pelas 18h30, na FNAC do Fórum Algarve. A assistência é limitada a 10 pessoas.

Mais informações sobre esta publicação disponíveis aqui e aqui.