Ação colaborativa europeia para Diversidade, Equidade e Inclusão Social co-liderada pelo Centro Ciência Viva do Algarve inicia fase piloto em Faro e Tavira

Membro da Rede Europeia de Museus e Centros de Ciência – ECSITE – desde 2015, o Centro Ciência Viva do Algarve tem vindo a participar num Grupo de Defensores da Diversidade, Equidade e Inclusão Social nas instituições, tendo igualmente participado na sua criação. É objetivo principal deste grupo de trabalho colocar esta questão transversal da Diversidade, Equidade e Inclusão Social no topo da agenda das organizações e apoiar os membros da rede ECSITE na tomada de decisões para a mudança, aumentando a consciencialização a nível institucional e não só a nível individual. 

Em 2018, cinco instituições deste grupo de trabalho, nomeadamente, o “Science Center-Network” da Áustria;  a “Association for Science and Discovery Centers” do Reino Unido; a “VSC – Associação de Museus e Centros de Ciência” dos Países Baixos;  a “Association TRACES” da França; e o Centro Ciência Viva do Algarve de Portugal, apresentaram ao Comité de Seleção para o desenvolvimento de Ações Colaborativas do Ecsite a proposta de uma ação, intitulada “EQUITY @ ECSITE”, que foi financiada por um período de dois anos.

Graças a este bolsa, o grupo de Defensores, que conta hoje com mais de 140 indivíduos, desenvolveu ferramentas para avaliar e promover a abertura e empenho das instituições no que diz à respeito à implementação de medidas e ações para a Diversidade, Equidade, Inclusão e Acessibilidade, em cinco eixos fundamentais para as instituições: a estratégia, a equipa, o conteúdo, a acessibilidade e as parcerias. 

Chegando agora à fase final desta Ação Colaborativa, são cerca de 15  as instituições europeias pioneiras que irão, até ao fim do ano, testar as ferramentas desenvolvidas pelo grupo de trabalho.

Em Portugal, são duas as instituições que têm o privilégio de participar como instituição pioneira neste projeto para uma comunicação de ciência com mais equidade, diversidade e inclusão: o Centro Ciência Viva de Tavira e o Centro Ciência Viva do Algarve, que já adoptaram uma primeira ação nesse sentido. 

Efetivamente, a partir deste mês de outubro os residentes dos concelhos associados a cada um destes centros poderão usufruir de entrada livre num dia da semana no respetivo centro, mais especificamente ao sábado no Centro Ciência Viva de Tavira para os residentes do Concelho de Tavira e ao domingo no Centro Ciência Viva do Algarve (em Faro) para os residentes dos concelhos de Faro, Albufeira e Loulé.